Home

 

Untitled Document

 

Precisa de ajuda?



Designed by:
Joomla Templates!

ÁREAS TEMÁTICAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

 Relações Íntimas
simbolo suícido simbolo tráfico simbolo imigração simbolo trabalho

barra separadora

 

MENSAGEM DO GRUPO

 

Bem-vindos ao site Saúde e Violência da ARS Algarve, IP que tem como missão informar os profissionais de saúde e população em geral sobre o fenómeno da Violência a partir de uma perspectiva do ciclo vital das famílias, de forma a contribuírem como agentes efectivos ao nível da prevenção e da intervenção precoce deste tipo de situações.

  • De acordo com a OMS, a violência nas relações interpessoais (e auto-infligida) atinge valores à escala pandémica constituindo-se como um grave problema de saúde pública.
  • Nas sociedades desenvolvidas, um dos tipos de violência mais comum é a doméstica, perpetrada na maioria das vezes por parceiros íntimos e associada a um padrão de desigualdade de género de domínio e controlo do homem sobre a mulher.
  • O impacto causado por este tipo de violência geralmente dura uma vida e atravessa várias gerações, com efeitos adversos sobre a saúde, educação, emprego, criminalidade e sobre o bem-estar dos indivíduos, famílias, comunidades e sociedades.
  • A diminuição ou supressão deste fenómeno só é possível se existirem esforços concertados de todos os intervenientes a nível individual, institucional e social.
  • Os compromissos sectoriais para o combate a este fenómeno transversal e cumulativo requerem um trabalho transdisciplinar e de articulação em rede.
  • A prevenção primária da violência interpessoal, doméstica ou outras, pode contribuir para salvar vidas e diminuir custos avultados a ela associados. O desenvolvimento de estratégias de promoção da saúde orientadas para desenvolvimento de comportamentos positivos e ajustados que ajude os indivíduos a lidarem com os desafios da vida quotidiana, em termos de auto-consciencialização, estratégias de coping, consciencialização social, gestão de conflitos, tomada de decisão, são considerados os meios com maior custo-eficácia na contribuição do bem-estar das populações.
  • No combate a este flagelo, os Cuidados de Saúde ocupam um papel privilegiado não só como porta de entrada de situações de violência, mas também como acompanhamento das famílias ao longo do ciclo de vida, sendo só por si um local por excelência para realização de tarefas preventivas.

Consulte:

ARS Algarve lança um olhar atento às vítimas de violência

WHO | World Health Organization

 
Faixa publicitária

Links