Grupos de Apoio a Saúde Mental Infantil (GASMI)

Actualmente existem oito Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil a trabalhar nos Centros de Saúde da Região do Algarve com o objectivo de prestar cuidados ao nível dos cuidados de saúde primários a crianças e jovens, em estreita colaboração e articulação com o Hospital Pediátrico de Dona Estefânia em Lisboa, cobrindo actualmente todo o Algarve e servindo de exemplo a nível nacional.


imagem


As equipas multidisciplinares dos Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil (GASMI), constituídas por psicólogos, médicos de família, enfermeiros, assistentes sociais, e terapeutas nos Centros de Saúde, desenvolvem um trabalho integrante naquelas entidades de saúde, que se iniciou em 2001 através de um protocolo de colaboração com o Departamento de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Hospital Pediátrico de Dona Estefânia, promovendo o desenvolvimento de programas de prevenção e promoção, dirigidos a famílias de risco com crianças pequenas, utilizando visitas domiciliárias e centrados na promoção de competências parentais em todo o território algarvio.


 


Este protocolo veio colmatar a inexistência de qualquer serviço ou unidade de psiquiatria da infância e da adolescência nas unidades hospitalares algarvios e permitiu criar equipas multidisciplinares de primeira linha, supervisionadas por um consultor de psiquiatria da infância e da adolescência, de modo a permitir a triagem, a avaliação e o atendimento de casos de crianças/famílias de risco com psicopatologia ligeira, encaminhando as situações de psicopatologia mais complexa para Hospital Pediátrico de Dona Estefânia.


 


Contando inicialmente com duas equipas formadas e treinadas no Hospital de Dona Estefânia, integradas nas actividades dos Centros de Saúde dos concelhos de Albufeira/Loulé e Tavira/Vila Real de Santo António, esta experiência foi-se alargando progressivamente a outros concelhos do Sotavento algarvio, passando a cobrir todo o território regional em 2005, articulando-se os profissionais de saúde dos GASMI com outras estruturas da comunidade, nomeadamente Serviços Sociais, Escolas e Jardins de Infância, Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, Equipas de Intervenção Precoce, Instituições de Acolhimento para Crianças em Risco, Centros de Atendimento a Toxicodependentes, projectos de intervenção psicossocial locais, Autarquias.


imagem


 


Esta iniciativa da ARS do Algarve construída em parceria com o Departamento de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do Hospital de Dona Estefânia, e os bons resultados daí resultantes, levaram a Comissão Nacional Para a Reestruturação dos Serviços de Saúde Mental a recomendar no seu Relatório de 12 de Abril de 2007 (páginas 98/99), “Reestruturação e Desenvolvimento dos Serviços de Saúde Mental em Portugal ”, a “criação e desenvolvimento deste tipo de equipas” a nível nacional, com base na experiência desenvolvida na ARS Algarve.